sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Presentes demais, valores de menos


Semana passada não consegui conter meus impulsos de mãe e depois de muita insistência do Victor por um presente de dia das crianças fui até a loja em busca de um brinquedo. Na ocasião estava sozinha com as duas crianças e nem pensei que comprar um presente para meu filho seria uma missão quase impossível.
As dificuldades já começaram na calçada que estava cheia de brinquedos literalmente espalhados pelos compradores. Os pedestres que quisessem passar que desviassem entre os brinquedos e os carros no estacionamento que fica de frente a calçada. Eu que empurrava a cadeira do Lucas, esperava já sem paciência as pessoas nos darem licença já que não dava pra nos aventurarmos em meio aos carros quase colados uns nos outros sem espaço para uma cadeira de rodas.
Dentro da loja uma surpresa desagradável. Carrinhos e brinquedos nos corredores. Tinha até carrinho com bebê dentro bem longe dos pais e para passar, puxa carrinho com bebê e tudo. Os pais nem viram o bebê reclamar que outra pessoa estava puxando seu carrinho...
A verdade é que entra ano e sai ano e tudo continua na mesma... as datas comemorativas parecem só representar que é o momento de ganhar algum presente não importa quem pode ou não fazer isso, é preciso ganhar alguma coisa, é preciso comprar alguma coisa...
Fico triste porque sei que tem muitas crianças ganhando brinquedos maravilhosos enquanto grita por dentro por um pouquinho de atenção e carinho dos pais, que acreditam burramente que é disso que criança precisa.
Fiquei triste comigo mesma porque me submeti a entrar numa loja onde as pessoas não respeitavam as crianças que estavam ali para escolher seus brinquedos, e qual a imagem que fica nessas crianças? De que isso é normal... mas não é.
Depois que cheguei em casa tive uma conversa com o Victor na tentativa de mostrar-lhe que o fundamental no dia das crianças não é ter um brinquedo novo, um brinquedo melhor que o do colega, e sim ter ao seu lado seus pais, uma família, pessoas que se preocupam com o seu bem estar. 
Ter um brinquedo é fácil, ter alguém ao seu lado que te ama e se importa com você, infelizmente está cada dia mais difícil...
Que todas as crianças sejam capazes de compreender o real valor que a vida tem e que possam ser felizes, hoje, amanhã...
Felicidades a todos os pequenos!!



Comentários
0 Comentários

0 comentários: